Como se formam as unhas

13/10/2015 | 13:50   
Unhas dos pés e das mãos I Foto: Imagens do Google Unhas dos pés e das mãos I Foto: Imagens do Google

Estão presentes em todos os vertebrados terrestres, sejam animais ou humanos. As mulheres gostam de deixa-las sempre longas, coloridas, bem feitas, já a maioria dos homens preferem as mesmas curtas, e preferem deixa-las ao natural. Hoje vamos descobrir do que são feitas, como se formam e para que servem as unhas. Vem comigo?

Unhas são estruturas achatadas, formadas por queratina altamente compactada, presente na ponta dos dedos de mamíferos e primatas, como macacos, artrópodes e o homem. As unhas garantem firmeza à ponta dos dedos. Nos pés dão mais equilíbrio ao caminhar; nas mãos auxiliam a apreensão e a manipulação de objetos. São chamadas de oniquinas, tendo em sua composição proteína, enxofre, argina, cistina, água e ferro. Do ponto de vista da embriologia, são estruturas que nascem do interior da pele e não da superfície como muitos acreditam.

As unhas possuem a seguinte anatomia:



A margem livre é a parte da unha que se estende além do dedo (a própria unha) a qual cortamos e lixamos. Geralmente são constituídas por escamas córneas compactas que se aderem uma a outra. Não há terminações nervosas nessa região, logo não sentimos dor ao cortá-la.

A matriz ungueal ou raiz da unha – É o local onde se originam as unhas. É formada por células germinativas que vão se compactando por processo de mitose. Está embaixo da pele.

Eponíquio ou cutícula – É o elo entre a prega super-ungueal a lâmina, é formado também por queratina e tem como função proteger a matriz ungueal de produtos químicos ou outras substâncias. 
Prega Peri ungueal - que é a dobra de pele nos lados da unha.

Hiponíquio – É formado por uma fina camada da epiderme e faz a ligação entre o leito ungueal e a polpa digital, por ser uma região que possui muitas terminações nervosas se torna muito sensível.

Lâmina ungueal - É a parte que nós pensamos quando dizemos unha, a porção rígida e translúcida, composta de queratina.

Leito ungueal - É o tecido conjuntivo aderente que está fortemente aderido à lâmina ungueal, se encontrando abaixo da mesma. Formado pela derme e epiderme, possui uma grande quantidade de terminações nervosas.

Lúnula - É a parte branca convexa do leito da unha, é considerado reflexo de queratinização parcial das células nessa região. 

Prega ungueal - É uma prega da pele dura sobreposta como de base de uma unha.

Nossa unha pode ser dividida em três partes, sendo: 

Corpo- Lâmina ungueal é parte visível que se estende desde a raiz até ao bordo livre.

Raiz- inserida na pele, sempre com tecido fixado em crescimento que é chamado de matriz.

Bordo livre- Secção final da placa até a ponta dos pés.

E é constituída por três camadas: 

Camada superficial- formada pela desvitalização das células (células perdem seu núcleo e acumulam queratina) que promovem da matriz.

Camada intermédia- é mais grossa e tem a mesma origem que a superficial, mas com mais células vivas muito unidas entre si e com menor densidade fibra queratinizadas.

Camada profunda- são apenas duas camadas de células que provém do leito epidérmico.

É possível identificar algumas doenças apenas pelas unhas, ficou curioso? Então vamos descobrir quais são elas? Vem comigo saber quais são essas doenças e as características que você vai ver em cada uma delas.

Anemia – Elas ficam secas, quebradiças, com vários sulcos, formato côncavo e com deslocamento de carne na ponta dos dedos.

Doenças renais – Ficam grossas, amareladas ou acinzentas e com linhas verticais esbranquiçadas.

Doenças cardíacas – Ficam alargadas, curvadas para baixo e arroxeadas.

Doenças digestivas – Ficam doloridas, como pontos hemorrágicos (com pontinhos de sangue), ficam mais frágeis e com descamação ou deslocamento.

Doenças hepáticas – Ficam esbranquiçadas perto da raiz ou completamente amareladas, e ficam arredondadas.

Diabetes – Ficam avermelhadas, mais grossas, e com mais facilidade de contrair micoses.

Lúpus – Ficam com sangramento nas cutículas, com manchas brancas, e com depressões em formas de pontos.

Dentre outras. E para você saber mais, vou te contar as características quando falta alguma vitamina em suas unhas.

Vitamina A – ficam enrugadas, esbranquiçadas e quebradiças.

Vitamina B12 – ficam com linhas longitudinais escurecidas, e de cor azulada.

Vitamina B3 – ficam com ausência de brilho e com linhas verticais esbranquiçadas.

Vitamina C – ficam com pequenas hemorragias por baixo das unhas.

Zinco – ficam com as cutículas secas e grossas, linhas transversais acentuadas, descamação intensa e coloração acinzentada. 

Aqui também tem alerta, não é indicado cortar o canto das unhas, por que fazendo isso você deforma as mesmas e isso acarreta o encravamento das suas unhas. Em alguns casos a situação fica tão grave que é preciso fazer a retirada total da unha. Se precaveja, cuide de sua unha. Tenham hábitos inteligentes para não ter problemas.

E aí, você sabia?

Espero que tenha curtido, não deixe de comentar aqui em baixo, deixar sua opinião e claro, compartilhar. 

O conteúdo dos comentários abaixo é de responsabilidade de seus autores e não representa a opinião deste portal.
Você sabia? por Jaynne Gabrielle

Jaynne Gabrielle

É acadêmica de Geografia pela Universidade Federal de Alagoas. Pretende trazer para esta coluna assuntos curiosos que envolvem a riqueza da biodiversidade, além de explorar questões referentes aos mistérios do planeta terra e até mesmo do espaço sideral. A coluna de Gabrielle é o espaço certo para instigar os amantes das ciências naturais.
São Luiz Net

Curta no Facebook