Eleições 2018: o fenômeno da força jovem

09/02/2018 | 14:54   

Desde criança ouço as pessoas falarem que “política não presta”, “política é coisa de ladrão”, no entanto, esse conceito tem mudado repentinamente. A política se tornou um tema altamente vendável, não no sentido comercial, vendável no sentido de que as pessoas querem falar sobre o assunto, e digo mais, as pessoas acham público para as ouvirem.

E em ano eleitoral isso se torna ainda mais nítido.

As eleições de 2018, poderão se tornar um marco na história do país, isto porque, aqueles que se dizem cansados com o atual quadro político do país terão o poder de reformular a situação por meio do voto.

E é nesse cenário de mudança que surge um fenômeno que nos parece estimulador, aquele fenômeno que os marqueteiros publicam como “a força jovem”. As pré-candidaturas apresentaram ao eleitorado rostos novos, não só na idade, mas também em experiência política.

O fator idade, por óbvio, não é um requisito imprescindível, mas o que define a tal força jovem é o empenho dos candidatos em conquistar a juventude votante.

Um dos nomes que se destaca nesse perfil é o da pré-candidata do PSDB, Cibele Moura. Presidente do PSDB Jovem de alagoas, com apenas 20 anos, Cibele concorrerá a uma cadeira na Assembleia Legislativa do Estado. Apesar das críticas à sua inexperiência política, a pré-candidata afirma não ser esse um obstáculo para sua pretensão, dada a experiência recebida em casa, fruto da educação política recebida dos pais, Abrãao e Emanuella Moura, políticos experientes da região norte do Estado.

Nomes como o de Rodrigo Cunha e JHC também são altamente cobiçados pelo eleitorado jovem. Apesar de já serem detentores de mandato, Cunha e JHC, exercem suas funções com transparência à população, através das redes sociais e projetos que promovem uma maior proximidade com o eleitorado.

Esse novo modo de fazer política, com transparência e sem muitas formalidades, tem sido atrativo para a juventude, chamando a atenção dos eleitores para os candidatos que apresentam um projeto de reformulação da política, uma política mais inclusiva, e atenta ao interesse daqueles que ainda possuem um longo futuro pela frente.

O conteúdo dos comentários abaixo é de responsabilidade de seus autores e não representa a opinião deste portal.
P de Política por Isaque Lins

Isaque Lins

Atualmente é acadêmico do Curso de Direito no Centro Universitário Cesmac. É co-fundador do projeto "Política se Discute", uma iniciativa que visa fomentar a discussão política na internet.
São Luiz Net

Curta no Facebook

JBuarque