Moradores de Guarulhos encontram dificuldades para agendar vacina contra febre amarela

Prefeitura diz que vai corrigir erros. Cidade recebeu 50 mil doses do governo, mas diz que são necessárias 500 mil doses da vacina contra a doença.

Publicada em 31/01/2018 às 12:49 - Atualizada em 31/01/2018 12:54
SP1
  
Moradores de Guarulhos têm dificuldades para agendar vacinação contra febre amarela (Foto: Reprodução TV Globo) Moradores de Guarulhos têm dificuldades para agendar vacinação contra febre amarela (Foto: Reprodução TV Globo)

Os moradores de Guarulhos, na Grande São Paulo, reclamam da falta de informação nas UBSs (Unidades Básicas de Saúde) da cidade. O agendamento para tomar a vacina contra a febre amarela deveria começar nesta terça-feira (30), mas algumas unidades estão dizendo que o agendamento será somente a partir da próxima semana e mandando as pessoas para casa.

Na UBS do Parque Continental 2, os moradores da região que foram agendar o dia de imunização foram surpreendidos.

A professora Vera Lúcia reclama que não conseguiu fazer o agendamento. “Tá difícil! Viemos hoje, acordamos cedo, pra procurar agendamento e recebemos informação que não tem agendamento hoje, só segunda-feira”, disse.

Já a dona de casa Elizabeth da Silva soube que só tem agendamento em outra unidade da cidade. “Disseram que tem lá no Palmira”, afirmou.

Já a UBS Jardim Palmira estava aplicando a vacina e algumas pessoas conseguiram fazer o cadastramento para os próximos dias. Mas para agendar o posto de saúde está exigindo uma série de documentos que as pessoas estão encontrando dificuldades.

A dona de casa Elizabeth da Silva, que saiu da UBS Continental, não conseguiu fazer o agendamento e saiu frustrada. “Tem que trazer a certidão de casamento e de nascimento pra poder tomar, sendo que está tudo aqui na identidade. Eu estou em um estado de nervo que não vou tomar mais não”

Os agendamentos nas UBSs tinham sido cancelados na semana passada por falta de vacina. Nesta segunda (29), a Secretaria do Estado da Saúde enviou 50 mil doses para a cidade, mas a Prefeitura diz que são necessárias pelo menos 500 mil doses.

Oito moradores contraíram a febre amarela na cidade e quatro deles morreram. Segundo a Prefeitura, todos os casos da doença foram contraídos em outros municípios.

A Prefeitura de Guarulhos reconheceu que há problemas no atendimento e disse que vai resolver.

A Secretaria Estadual da Saúde disse que as vacinas são enviadas gradativamente porque a cidade não é considerada uma área de risco.

O conteúdo dos comentários abaixo é de responsabilidade de seus autores e não representa a opinião deste portal.
Ciclo Peças
JBuarque