Marie Curie: saiba quem foi a primeira mulher a ganhar Prêmio Nobel, nascida há exato

Suas descobertas levaram ao desenvolvimento da radioterapia. Ela também foi a primeira mulher a lecionar na Universidade de Paris.

Publicada em 08/11/2017 às 18:29 - Atualizada em 08/11/2017 18:32
G1
  
A física e cientista polonesa Marie Curie (Foto: Domínio público) A física e cientista polonesa Marie Curie (Foto: Domínio público)

Nesta terça-feira (7) completam-se 150 anos do nascimento de Marie Curie, primeira mulher a ganhar um Prêmio Nobel. Nascida em Varsóvia, na Polônia, em 7 de novembro de 1867, ela também foi a única pessoa a ganhar o prêmio duas vezes: em 1903, dividiu o Nobel de Física com o seu marido Pierre Curie e o físico Henri Becquerel; e, em 1911, foi laureada com o Nobel de Química.

As descobertas de Curie possibilitaram que a radioterapia -- utilizada hoje como primeira linha no tratamento de muitos tumores -- se tornasse uma realidade.

As pesquisas da cientista levaram ao isolamento do polônio, que recebeu o nome em homenagem ao seu país. Ela também desenvolveu métodos para a separação do elemento rádio de resíduos radioativos.
Essa separação foi feita em quantidades suficientes para permitir a caracterização e o estudo cuidadoso das propriedades do rádio -- principalmente as terapêuticas, o que daria origem ao tratamento com radioterapia.

Curie ao longo de sua vida promoveu ativamente o uso do rádio para aliviar o sofrimento dos pacientes. Ela também estabeleceu um laboratório de radioatividade em sua cidade natal, em Varsóvi,a e foi a primeira mulher a lecionar na Universidade de Paris. A cientista também fundou o Instituto do Rádio, em Paris, em 1922.

Como os efeitos da exposição à radiação não eram inteiramente conhecidos na época, a cientista morreu de leucemia, em 1934, devido à exposiçao a altas doses de radiação durante o seu trabalho.

O conteúdo dos comentários abaixo é de responsabilidade de seus autores e não representa a opinião deste portal.
São Luiz Net