Padre Cícero: sinal verde para a causa de beatificação

Não há mais medidas proibitivas para que o "santo popular" seja beatificado ou canonizado

Publicada em 08/11/2017 às 15:58
Rádio Vaticano
  
Padre Cicero I AP Padre Cicero I AP

Os devotos do Padre Cícero têm motivos para comemorar. O Vaticano aceitou o pedido para a reconciliação com a Igreja Católica. A resposta veio nove anos depois do pedido feito pela Diocese do Crato, cidade onde Padre Cícero nasceu.

"É inegável que o Padre Cícero Romão Batista, no arco de sua existência, viveu uma fé simples, em sintonia com o seu povo e, por isso mesmo, desde o início, foi compreendido e amado por este mesmo povo", alega o documento assinado pelo Secretário de Estado da Santa Sé, Cardeal Pietro Parolin.

Padre Cícero morreu em Juazeiro do Norte, em 20 de julho de 1934, aos 90 anos, sem conciliação com a Igreja devido a um caso conhecido como "milagre da hóstia", em que a hóstia dada pelo ‘Padim Ciço’ teria virado sangue na boca de uma beata.

Agora, não há mais medidas proibitivas para que o "santo popular" seja beatificado ou canonizado.

O conteúdo dos comentários abaixo é de responsabilidade de seus autores e não representa a opinião deste portal.
São Luiz Net