Relatório divulgado pelo IMA aponta oito praias impróprias para banho no Litoral Norte

Segundo o levantamento, apenas quatro praias de Maragogi estão apropriadas para banho

Publicada em 20/10/2017 às 16:35 - Atualizada em 20/10/2017 19:26
Redação | AlaNorte Notícias com assessoria
  
Município de Maragogi (Foto: Reprodução/Internet) Município de Maragogi (Foto: Reprodução/Internet)
O Instituto do Meio Ambiente de Alagoas (IMA) divulgou na manhã desta sexta-feira (20), as analises de balneabilidade das praias de Alagoas. Entre essas praias, oito estão no Litoral Norte de alagoas.
 
De acordo com as análises o município de Maragogi apresentou o maior números de praias impróprias para o banho.
 
Entre elas estão: Praia de Maragogi/Frente à Foz do Rio Salgado; Praia de Maragogi/Frente à Escola Manoel M. Costa; Praia de Maragogi/Foz do Rio Maragogi; Praia de Maragogi/Av. Beira Mar; Praia de Maragogi/Frente à Rua Nossa Senhora da Guia, em Barra Grande e Praia de Maragogi/Frente à Foz do Rio Persinunga.
 
E apenas quatro praias de Maragogi estão apropriadas para banho segundo o levantamento. Veja quais são essas praias que segundo o relatório apresentaram uma analise positiva.
 
Entre elas estão: Praia de Maragogi/Frente à Praça Multieventos; Praia de Burgalhau/Frente ao restaurante; Praia de Antunes/Área de frequência de banhistas; Praia de Ponta de Mangue/ Área de frequência de banhistas.
 
Já em Japaratinga, duas praias estão aptas para tomar banho de mar e nenhuma imprópria, segundo o relatório.
 
Veja quais são: Praia de Japaratinga/Frente à Av. Principal - Praia de Japaratinga/Frente à Rua Amaro Calaça Wanderley.
 
As praias de Barra de Camaragibe, São Miguel dos Milagres, Porto da Rua, Rio Tatuamunha/Projeto Peixe-Boi, Porto de Pedras banho e Barra de Santo Antônio estão apropriadas para banho de mar.
Em Paripueira, duas praias foram analisadas e sobre elas, as analises que estão impróprias para o banho.
 
Veja quais são: Praia de Paripueira/Av. Beira Mar, lado direito ePraia de Paripueira/Av. Beira Mar, lado esquerdo
 
Saiba quais são os critério adotados pelo IMA
Critérios de balneabilidade a resolução do Conselho Nacional do Meio Ambiente (Conama), estabelece os seguintes critérios de balneabilidade: as praias são consideradas próprias, quando em 80% ou mais de um conjunto de amostras obtidas em uma das cinco semanas anteriores, colhidas no mesmo local, não exceder um limite de 800 nmp (número mais provável) de escherichia (gênero de bactérias) coli por 100 ml da amostra de água.
 As praias são consideradas impróprias, quando não obedecer ao critério anterior ou quando venha apresentar na última semana um valor superior a 2.000 escherichia coli por 100 ml.
 
Fatos considerados
 Considerando que a saúde e o bem-estar humano podem ser afetados pelas condições de balneabilidade; considerando que diversas variáveis intervenientes na balneabilidade das praias, principalmente as fortes chuvas e sua relação com a possibilidade de riscos à saúde dos frequentadores, recomendam-se: 
 
I. Que seja evitada, no caso de praias influenciadas pela presença de cursos d’água supostamente contaminados por esgotos, sua utilização nas 24 horas subsequentes à ocorrência de chuvas, visto que, durante este período é maior a probabilidade de contaminação por matéria de origem fecal e, consequentemente, o risco de se contrair doenças infecciosas;
 
II. Que seja evitada, em qualquer época, a utilização de áreas que estejam diretamente sob influência de rios, canais e córregos; 
 
III. Que seja evitada a ingestão de água do mar, com redobrada atenção para com as crianças, que são mais sensíveis e menos imune do que os adultos.
O conteúdo dos comentários abaixo é de responsabilidade de seus autores e não representa a opinião deste portal.
São Luiz Net

Curta no Facebook