Acusados de matar mulher por suposto furto de maconha vão a júri

O julgamento acontece nesta segunda (16), às 13h, no Fórum do Barro Duro e será conduzido pelo juiz Sóstenes Alex de Andrade

Publicada em 13/10/2017 às 11:54 - Atualizada em 13/10/2017 13:11
Assessoria
  
Crime aconteceu no dia 30 de junho de 2011, no Benedito Bentes (Foto: Ilustração/Divulgação) Crime aconteceu no dia 30 de junho de 2011, no Benedito Bentes (Foto: Ilustração/Divulgação)

A 7ª Vara Criminal da Capital leva a júri popular Wanderson Amaral da Silva e José Márcio Temoteo dos Santos acusados de matar Késsia Monier Cavalcante Ferreira, em junho de 2011. O julgamento acontece nesta segunda-feira (16), às 13h, no Fórum do Barro Duro, e será conduzido pelo juiz Sóstenes Alex Costa de Andrade.

De acordo com o processo, Wanderson Amaral da Silva, conhecido como Gordinho, e mais dois menores estavam no local do crime com a vítima Késsia usando drogas, quando Wanderson perguntou sobre uma quantidade de maconha que havia sumido da casa de José Márcio Timotio dos Santos, mas a vítima disse que não sabia nada sobre o assunto. Em seguida, Wanderson, auxiliado pelos menores, efetuou os disparos contra a vítima. 

Consta nos autos que Márcio Temoteo dos Santos, suspeitando que Késsia era a responsável pelo sumiço da droga, mandou que os autores materiais do delito a matassem. O crime aconteceu no dia 30 de junho de 2011, no conjunto Selma Bandeira, localizado no Benedito Bentes. 

O conteúdo dos comentários abaixo é de responsabilidade de seus autores e não representa a opinião deste portal.
São Luiz Net