Goleiro do CSA, Mota fala em pênaltis e revela estudar batedores do CRB

Com possibilidade da decisão do Alagoano nas penalidades, goleiro avisa que elenco azulino treina cobranças. Experiente, diz: "Jogo que mexe o emocional"

Publicada em 04/05/2017 às 23:16
GloboEsporte.com
  
Mota garante que está se preparando de todas as formas para a finalíssima do Campeonato Alagoano (Foto: Augusto Oliveira/GloboEsporte.com) Mota garante que está se preparando de todas as formas para a finalíssima do Campeonato Alagoano (Foto: Augusto Oliveira/GloboEsporte.com)

A finalíssima do Campeonato Alagoano entre CSA e CRB pede passagem. No próximo domingo, às 16h, as duas equipes entram em campo para decidir o campeão estadual, e o Galo tem a vantagem do empate, por ter vencido o primeiro jogo, mas o Azulão não se dá por vencido e trabalha todas as possibilidades para sair de campo com o troféu. Sabendo que a vitória azulina por um gol de diferença leva a disputa para a prorrogação e, havendo empate, a decisão vai para os pênaltis, o goleiro Mota afirmou que o grupo está se preparando para as cobranças.

- Essa semana a gente está treinando bastante pênaltis. E ali [na hora da cobrança] é esperar o batedor cobrar, escolher o canto e pular. Eu estou estudando os jogadores deles, a gente vai conversando, detalhando os vídeos deles, vendo como eles batem, mas na hora lá a gente vai ter que se virar - disse o goleiro, que pegou um pênalti de Leandro Kível no segundo jogo da semifinal contra o ASA.

De volta ao time, após cumprir suspensão pelo terceiro cartão amarelo, o camisa 1 do CSA ressaltou as conversas que vem tendo com o treinador.

- Ele conversou bastante, me ajuda muito, meu deu forças, me desejou sorte, mandou eu aproveitar esse momento que estou vivendo aqui no clube e disse que, se Deus quiser, a gente vai ser campeão domingo - ressaltou.

Mota também falou sobre o clima de ansiedade que antecede uma decisão e apontou o que será diferencial para conquistar o título.

- É jogo que mexe com o emocional da rapaziada. Quem estiver mais ligado, com mais disposição para ganhar o jogo, vai ganhar.

O goleiro falou ainda sobre a força que virá das arquibancadas do Estádio Rei Pelé.
- A gente espera que a torcida nos apoie o tempo todo, que a gente vai buscar. Foi difícil para classificar, para passar de fase, ir para a semifinal, para a final; foi tudo difícil e não vai ser agora que vai ser fácil.

O conteúdo dos comentários abaixo é de responsabilidade de seus autores e não representa a opinião deste portal.
JBuarque
São Luiz Net