Elias destaca luta para voltar à Seleção e lamenta poucas chances na Europa

Volante diz que, com uma boa sequência de jogos, poderá receber uma chance de Tite. Mesmo sem ser titular do Sporting, jogador reforça o aprendizado em Portugal

Publicada em 24/04/2017 às 23:32
SporTV.com
  
Elias busca novamente uma vaga na Seleção Brasileira (Foto: Marcello Zambrana/Agif/Estadão Conteúdo) Elias busca novamente uma vaga na Seleção Brasileira (Foto: Marcello Zambrana/Agif/Estadão Conteúdo)

Um dos jogadores de confiança de Tite, quando treinava o Corinthians, Elias segue em busca de uma nova chance na seleção brasileira. No Atlético-MG desde o início desta temporada, o volante afirmou que a sua última passagem pelo Sporting, de Portugal, não foi positiva na busca por um espaço na equipe pentacampeã mundial, pelo número reduzido de oportunidades. Em entrevista ao programa "Bem, Amigos!", destacou a sua relação com o técnico Tite e disse que, se conseguir voltar a ter uma boa sequência de boas atuações, receberá uma nova oportunidade.

- Atrapalha ficar seis meses sem jogar. Mas pelo que eu conheço do Tite e ele vem falando, o grupo não está fechado. Ele vai analisar o momento e espero que, quando chegar a hora, eu esteja vivendo um bom momento para poder retornar. Conheço ele bem e ele me conhece. Ele disse que eu precisava de sequência, que, se eu tivesse ficado no Corinthians, eu poderia estar na Seleção. Mas eu procurei viver um sonho de disputar uma Champions, aprendi bastante. Espero recuperar minha forma no Atlético-MG para poder quem sabe ser chamado. Ele está observando todos. E como ele já me citou, é só trabalhar com calma e direito para ele ver.

Uma das principais contratações do Galo para esta temporada, Elias não repetiu o mesmo sucesso na Europa das passagens por Corinthians e Flamengo. O volante revelou que o fracasso na negociação entre Adrien Silva e o Leicester atrapalhou o seu período em Lisboa, já que ele joga na mesma posição do capitão do time português.

- Estava no Corinthians, jogando e feliz, quando recebi a oportunidade de voltar para lá, através do Jorge Jesus, que já conhecia o meu trabalho. Falaram que um jogador (Adrien Silva) da minha posição poderia sair, iria para o Leicester. Eles queriam com um jogador do mesmo nível. Acabei indo e o jogador não foi. Ele era capitão, titular da seleção, jogador de qualidade. Eu tinha que brigar, e o treinador disse que a preferência era sempre dele. Continuei trabalhando, mas quando tive a chance de voltar ao Brasil, aceitei porque tenho muita coisa para render ainda e pretendo buscar uma vaga na Seleção.

O conteúdo dos comentários abaixo é de responsabilidade de seus autores e não representa a opinião deste portal.
JBuarque
Ciclo Peças