Emilly deve depor na segunda-feira sobre suspeita de agressão

'Se for provado, se for uma questão de violência doméstica, a pena é de um até três anos', diz Marcia Noeli, diretora da Divisão de Atendimento à mulher.

Publicada em 12/04/2017 às 23:15
Ego
  
Marcos e Emilly (Foto: Globo / Paulo Belote) Marcos e Emilly (Foto: Globo / Paulo Belote)

A diretora da Divisão de Atendimento à Mulher da Polícia Civil do Rio, Marcia Noeli, reuniu a imprensa na tarde desta quarta-feira, 12, na Delegacia de Atendimento à Mulher (DEAM), no bairro de Jacarepaguá, na Zona Oeste do Rio, para falar sobre o caso de suspeita de agressão de Marcos Harter a Emilly Araújo durante o "BBB 17".

"Emilly deve depor na próxima segunda-feira. Eu e Viviane (Costa Ferreira, delegada-titular da Delegacia de Atendimento à Mulher) vimos tudo o que foi relatado. Foi instaurado o inquérito, a delegada está apurando. Quero deixar claro sobre o quanto é importante falarmos sobre o tempo. Muitas mulheres se sentem culpadas, acham que a culpa é delas. Digo sempre para as mulheres denunciarem", disse ela.

A diretora ainda falou que, caso a suspeita seja confirmada, Marcos pode pegar alguns anos de prisão. "Se for provado, se for uma questão de violência doméstica, num modo geral, a pena é de um até três anos", falou.

Na tarde desta quarta-feira, 12, Marcos Harter foi até a delegacia prestar depoimento sobre o caso. Acompanhado por seguranças, ele deixou o local após três horas. Assim como fez na chegada, ele também não falou com a imprensa na saída.

O conteúdo dos comentários abaixo é de responsabilidade de seus autores e não representa a opinião deste portal.
Ciclo Peças
JBuarque