Pabllo Vittar comemora sucesso do hit 'Todo Dia': 'Papel de empoderar'

Militante LGBT, cantor estourou no Carnaval, conversou com o EGO e falou sobre o 'Amor e Sexo': 'É um programa necessário para o Brasil'.

Publicada em 04/03/2017 às 22:24 - Atualizada em 04/03/2017 22:31
Ego
  
Pabllo Vittar (Foto: Marlon Brambilla / Divulgação) Pabllo Vittar (Foto: Marlon Brambilla / Divulgação)

"Eu não espero o Carnaval chegar pra ser vadia / Sou todo dia, sou todo dia!" É com esse refrão chiclete que a drag Pabllo Vittar estorou durante o Carnaval 2017 pelo Brasil e se tornou uma das grandes revelações da folia nacionalmente falando. Sucesso na banda do "Amor e Sexo", ele ainda subiu no trio de Daniela Mercury, em Salvador, e de Anitta, no Rio, e cantou para milhares de pessoas. Vivendo sua melhor fase na carreira, Pabllo conversou com o EGO e explicou o que de fato significa para ele ser "vadia todo dia".

"Ser vadia todo dia é correr atrás dos seus direitos, é amar quem você quiser amar, é ser quem você quiser ser, independente se estamos no Carnaval ou não, é se aceitar e buscar seus diretos, acima de tudo", declara.

Sobre o sucesso da música, Vittar ficou surpreso. "Não esperava essa repercussão. Fiquei muito feliz em ouvir em todos os blocos do país. Recebi vídeos da música tocando fora do Brasil também. Fiquei muito feliz mesmo", comemora o jovem de 22 anos.

Voz das minorias

"Todo Dia" tem a participação de Rico Dalasam, um rapper abertamente gay. E Pabllo ressalta a importância da voz da minoria no meio cultural. "Essa música tem o papel de empoderar as pessoas. O Rico já era um amigo meu, chamei ele por ser fã, por gostar do trabalho e por saber das lutas, dos direitos que ele busca. Fiquei feliz da gente ter feito isso juntos e estar colhendo esses frutos agora", afirma ele, que chegou a cursar design de interiores na Universidade Federal de Uberlândia, em Minas Gerais, mas trancou a universidade para se dedicar exclusivamente à carreira.

Pablo Vittar canta em bloco em São Paulo (Foto: Gabriel Justo/Papel Pop/Divulgação)

Trabalhando sem parar no Carnaval, no domingo, 26, Pabllo Vittar cantou com Daniela Mercury em Salvador. "Foi inspirador, ela é uma pessoa maravilhosa. Foi a realização de um sonho, nem acreditei que eu estava lá cantando para aquele mar de gente cantando minha música", celebra.

'Amor & Sexo'

E não dá para bater um papo com Pabllo sem mencionar o sucesso do programa "Amor e Sexo", do qual ele faz parte da banda. Um dos pontos forte da atração é tocar em questões relacionadas à diversidade e promover debates sobre respeito e igualdade.

"O programa vem com várias pautas que são necessárias de serem abordadas nos dias de hoje. É um programa necessário para o Brasil. E tratar isso no horário nobre da TV aberta mostra o quanto estamos caminhando para um lugar melhor", acredita.

 

O conteúdo dos comentários abaixo é de responsabilidade de seus autores e não representa a opinião deste portal.
São Luiz Net

Curta no Facebook