Zebra à solta: Murici empata no tempo normal e tira América-MG nos pênaltis

Alviverde elimina o segundo time de Série B nesta edição da competição nacional

Publicada em 22/02/2017 às 23:09
GloboEsporte.com
  
Jogadores do Murici festejam a classificação (Foto: Ailton Cruz / Gazeta de Alagoas) Jogadores do Murici festejam a classificação (Foto: Ailton Cruz / Gazeta de Alagoas)

O Murici está fazendo história na Copa do Brasil. Nesta quarta, foi nos pênaltis. Num jogo truncado contra o América-MG, com gramado ruim e poucas jogadas de perigo, os times empataram sem gols no tempo normal e a vaga na terceira fase foi definida nas penalidades. Melhor para o Alviverde, que venceu o Coelho, em Murici, por 5 a 4 e vai pegar Cruzeiro ou São Francisco na sequência da competição. O detalhe é que o time alagoano faz uma campanha sofrível no estadual - é o lanterna, sem vitórias -, mas já eliminou dois times de Série B na Copa do Brasil. Antes do América, tirou o 
Kattê, Deysinho, Patrick, Tarcísio e João Paulo converteram os pênaltis para o Murici. Paulo Sérgio perdeu sua cobrança. E foi na última da primeira série, parando em João Ricardo. Juninho e Marion desperdiçaram para o América-MG. Marcaram Tony, Pilar, Magrão e Rafael Lima. Na última cobrança, João Paulo balançou a rede e deu o grito de carnaval em Murici. 

A classificação vai render R$ 680 mil de cotas para o time alagoano. Com um orçamento modesto, o Alviverde já ganhou o ano com essa campanha na Copa do Brasil.

Jogo sem gols no tempo normal (Foto: Ailton Cruz / Gazeta de Alagoas)

Poucas chances, duas expulsões

O primeiro tempo foi equilibrado. Dono da casa, o Murici criou a primeira chance, aos oito, num chute de Patrick. A resposta do Coelho veio aos 19. Hugo Almeida fez a parede e acionou Tony, que parou em boa defesa do goleiro Murici.

Aos 27 minutos, duas expulsões. Depois de uma confusão na área do Murici, o árbitro expulsou o atacante Hugo Almeida, do América, e o zagueiro Sinval, do time alagoano. O Coelho teve mais espaço e criou ainda duas chances, com Auro e Renan Oliveira. Num bate-rebate na área mineira, o Murici também teve uma oportunidade para marcar. Renato Justi afastou o perigo.

Gramado ruim atrapalhou os jogadores (Foto: Ailton Cruz / Gazeta de Alagoas)

Gol anulado e poucas chances

O Murici criou a primeira chance da etapa final. Depois de uma jogada confusa na área do Coelho, Deysinho teve um gol anulado pelo bandeira: impedimento. Na sequência, Auro cruzou da direita e Ernandes cabeceou pra fora, assustando o goleiro do Murici. 

O jogo ficou muito truncando, com mais faltas, e poucas jogadas ofensivas. Assim, o empate sem gols foi confirmado e a vaga foi decidida nos pênaltis. Melhor para o Murici, que venceu por 5 a 4 e enlouqueceu sua torcida no Estádio José Gomes da Costa.

O conteúdo dos comentários abaixo é de responsabilidade de seus autores e não representa a opinião deste portal.
JBuarque
São Luiz Net